Ciclista morre após ser atropelado na BR-277, em Palmeira

Veículo Fiat Uno atingiu homem que seguia de bicicleta no quilômetro 170 da rodovia Ciclista…

28 de maio de 2022 às 13h41m

Veículo Fiat Uno atingiu homem que seguia de bicicleta no quilômetro 170 da rodovia

Ciclista morreu atropelado na BR-277, em Palmeira. Foto: PRF/Divulgação

Um ciclista, de 47 anos, morreu após ser atropelado na BR-277, em Palmeira. O acidente ocorreu no início da noite de sexta-feira, 27, por volta das 18h20, no quilômetro 170 da rodovia.

Um veículo Fiat Uno atingiu o homem que transitava na rodovia com uma bicicleta. O Corpo de Bombeiros esteve no local, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa. Segundo informações da rádio Ipiranga, de Palmeira, o Fiat Uno era conduzido por uma mulher, de 79 anos, que não sofreu ferimentos no acidente.

Em Irati, o condutor de um veículo Kadett perdeu o controle da direção e capotou quando seguia na rua das Perdizes, sentido bairro Lagoa. O motorista não sofreu ferimentos. Um outro acidente ocorreu na tarde de ontem na BR-153, em Irati, nas proximidades do trevo de acesso à Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), por volta das 17 h. A colisão envolveu uma caminhonete Ford F1000 e uma moto Honda CG 150 Titan.

De acordo com a PRF, o motociclista seguia de Rebouças para Irati. O homem, de 28 anos, sofreu ferimentos graves na perna e recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros. A Guarda Municipal também foi acionada e auxiliou na sinalização do trânsito.

Ainda em Irati, a Guarda Municipal prestou apoio ao Departamento Penitenciário (DEPEN) para realizar a escolta de dois detentos que necessitavam de atendimento médico. Um deles foi levado para a Santa Casa de Irati no período da manhã. Já o outro homem foi encaminhado para o Pronto Atendimento Municipal na tarde de ontem.

Mulher é agredida por duas moradoras de Imbituva quando estava saindo do trabalho: Em Imbituva, uma moradora foi agredida por duas mulheres quando estava saindo do seu local de trabalho na tarde de ontem. A ocorrência foi registrada às 16h45 no bairro Miraluz. A vítima disse que as agressoras jogaram ela contra um muro e pegaram seu celular para verificar se ela tinha contato com um homem. A mulher relatou ainda que uma das agressoras estava com uma pedra na mão e arremessou na sua direção. A vítima foi orientada a procurar a Delegacia de Imbituva.

Em Guamiranga, a PM apreendeu alguns facões, foices e porretes que estavam com integrantes do MST, que foram até uma propriedade na localidade de Pedra Preta. Conforme informações repassadas para a PM, aproximadamente 15 pessoas invadiram um terreno. O homem que arrendou a propriedade disse que algumas pessoas chegaram no local por volta das 5 h, quando ele estava dormindo. Segundo o arrendatário da área, os integrantes do MST estavam com objetos, como foices, facões e porretes. As pessoas falaram que estavam ocupando o terreno e que o homem deveria sair do local.

A PM foi acionada e verificou que oito pessoas estavam na casa. O morador apresentou um contrato de parceria com um assentado do terreno invadido. Os objetos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Imbituva. Dois homens abordados que estavam com facões, foices e porretes se deslocaram por vontade própria até o Destacamento da PM de Guamiranga para serem identificados.

Caminhonete F1000 se envolveu em acidente com moto na BR-153, em Irati. Foto: PRF/Divulgação

Motociclista ficou gravemente ferido após acidente em Irati. Foto: PRF/Divulgação