Nivaldo Bartoski solicita pavimentação de estrada na Barra do Gavião

Ex-vereador e agricultor apresentou um ofício em julho de 2023 ao secretário de Infraestrutura e…

27 de janeiro de 2024 às 14h00m

Ex-vereador e agricultor apresentou um ofício em julho de 2023 ao secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, solicitando recursos do governo estadual para execução da obra/Marina Bendhack, com entrevista de Rodrigo Zub

O ex-vereador Nivaldo Bartoski procurou a Rádio Najuá para comentar sobre o pedido de pavimentação da estrada de Barra do Gavião. Foto: Rádio Najuá e Google Maps/Arquivo

Em entrevista à Najuá nesta semana, o agricultor Nivaldo Bartoski, ex-vereador de Irati, falou sobre o andamento do pedido realizado ano passado ao secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, a respeito da pavimentação de um trecho da estrada localizada na comunidade rural de Barra do Gavião que faz ligação com a PR-364.

Bartoski disse que já foi feita uma medição do trecho, porém, ainda é necessário um esforço da prefeitura para a confecção do projeto para que desta forma o município consiga obter a liberação de recursos do governo estadual para a realização da obra. O agricultor relembra que, em outro período, três pontes foram construídas nas estradas que ligam a região de Barra do Gavião com o asfalto, o que melhorou muito a vida dos agricultores, porém, ainda se faz necessária a pavimentação do trecho que começa do Frigorífico Thoms e faz divisa com as comunidades de Água Clara, Governador Ribas e Guamirim.

Ao ser indagado sobre a relevância dessa pavimentação, Bartoski destaca a possibilidade de que a obra promova o desenvolvimento da região.

Jéssica Custódio, secretária de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo

A secretária de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo do município, Jéssica Custódio, disse a nossa reportagem que foi realizado apenas um levantamento prévio do custo estimado para realizar a obra. Por enquanto, não há um projeto definindo o valor e as dimensões da pavimentação, pois o governo estadual não sinalizou que vai liberar recursos com essa finalidade, segundo Jéssica. “Nós fazemos a conclusão do projeto após a viabilidade financeira ou após a sinalização do recurso. Por exemplo, vai lá o prefeito Jorge [Derbli] vai tentar um recurso para uma determinada pavimentação. Nós fazemos um levantamento prévio, um custo estimado. Ele [Jorge] solicita a um deputado, ao governo do estado, ao governo federal e aí se sinalizado que o recurso está em conta ou está aberto que vamos inserir as documentações de projeto no sistema. Essa obra da Barra do Gavião, nós temos esse levantamento estimado, mas o projeto em si não, porque ainda não foi sinalizado esse recurso”, complementou a secretária.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui