Irati sofre primeira derrota em casa na Superliga B de Vôlei Feminino

Equipe iratiense perdeu para o Brusque-SC por 3 sets a 1 e perdeu a chance…

03 de fevereiro de 2024 às 16h50m

Equipe iratiense perdeu para o Brusque-SC por 3 sets a 1 e perdeu a chance de se aproximar mais dos líderes da competição/Paulo Sava, com reportagem de Ademar Bettes

Irati Vôlei perdeu a 1ª partida em casa na Superliga B para o Brusque-SC por 3 sets a 1. Foto: Reprodução Facebook

O Irati Vôlei sofreu sua primeira derrota em casa nesta sexta-feira, 02, pela 4ª rodada da 1ª fase da Superliga B de Vôlei Feminino. A equipe comandada pelo técnico Fernando Bonato perdeu para o Brusque-SC por 3 sets a 1, com parciais de 25×21, 25×21, 20×25 e 25×21.

Esta foi a segunda derrota consecutiva do time iratiense, que perdeu anteriormente para o Mackenzie, em Belo Horizonte – MG por 3 sets a zero.

Em entrevista ao repórter Ademar Bettes, o técnico Fernando Bonato, da equipe iratiense, afirmou que o jogo, nos dois primeiros sets, foi equilibrado, mesmo com os erros cometidos pelo Irati Vôlei. Ele também alegou que a arbitragem prejudicou a equipe iratiense no 4º set.

No centro da foto, a jogadora Beá, do Irati Vôlei. Foto: Reprodução Facebook

“Na parte final do primeiro e do segundo set, nós pecamos em alguns fundamentos, algumas coisas básicas que temos que melhorar. Isto vai acontecer com a sequência de jogos. Depois, melhoramos muito no 3º set, acertamos a parte final com uma rotação importante que eles tinham do lado de lá. No 4º set, em que começamos super bem, teve dois ou três lances em que a arbitragem achou bola que não tinha. Então, a culpa do jogo ter ficado nervoso foi disso, porque foram erros ridículos. Isto não tira o mérito do Brusque, que é uma excelente equipe, mas ofuscou um pouco aquilo que estávamos buscando, que era um quarto set num nível maior ainda do que os outros que tinham acontecido. Precisamos esfriar a cabeça também, mas é difícil porque vínhamos em um crescente muito grande e apareceram bolas que não imaginamos de onde. Infelizmente, não conseguimos ir em busca do ponto que queríamos”, frisou.

O time iratiense errou menos nos saques. Por outro lado, a equipe de Brusque joga junta desde abril de 2023, jogou todo o Campeonato Catarinense e disputou bons jogos contra Blumenau, que integra a Superliga A. Bonato acredita que este tempo jogando juntas fez diferença para as atletas catarinenses.

“Com certeza isto hoje fez diferença, diante do fato que nós começamos um trabalho em 2024. Igualamos na dedicação, na busca tática, sacamos melhor taticamente para dificultar a distribuição da levantadora. Neste jogo, tivemos um crescimento tático muito grande, e eu fico feliz por isto, porque a competição exige”, comentou.

Quer receber notícias pelo WhatsApp?

A jogadora Marcela voltou recentemente à equipe depois de passar por uma cirurgia no joelho e foi elogiada por Fernando por conta de sua atuação dentro de quadra. “É importantíssimo colocarmos a Marcela no jogo, eu acho que a Taniele não estava mal, colocamos a Isteissy para dar um equilíbrio maior na recepção, e ela acabou recuperando bem. A Marcela é importantíssima para nós, mas é uma jogadora que ainda não tem condições de participar de uma partida inteira, então temos que cuidar muito da recuperação dela. Fiquei muito feliz por ela ter participado do jogo”, comentou.

Fernando explicou o motivo de não ter colocado a central Bia no jogo. “O problema não foram as centrais, muito pelo contrário, a Daphne e a Manu rodaram muitas bolas importantes nos últimos sets. Quando a Renata ficou um pouco mais confiante, rodou bola e não foi uma questão de troca de centrais. Temos trabalhado bastante com a Bia, que é uma jogadora importantíssima para o nosso trabalho. Hoje, precisávamos de um poder ofensivo um pouco maior, e a Daphne e a Manu estavam dando conta disso. Sentimos um pouquinho que o jogo sobrecarregou a Manu, mas é um detalhezinho de ajustar com a Renata a distribuição”, comentou.

Arbitragem – O técnico criticou a arbitragem da partida e disse que seria necessário que a Confederação Brasileira de Vôlei enviasse uma equipe de arbitragem mais experiente para apitar a partida. “Precisaríamos hoje no jogo de alguém mais cascudo, mais experiente, porque o jogo demanda isso. O jogo tomou esta proporção em função de três erros deles, infelizmente contra nós”, apontou Fernando.

Maurício, técnico do Brusque, elogiou a recepção que a equipe teve em Irati e destacou o alto nível do jogo de ontem. “Irati valorizou muito a nossa vitória, tivemos que fazer várias substituições para achar o formato ideal. Tentei uma formação, mas depois tive que tentar outra porque eles (Irati) mudaram o jogo, mas conseguimos sair com um resultado importante. Eu estava falando para as meninas saírem de cabeça erguida e felizes. Foi um grande jogo, tanto para Irati quanto para nós, mostrou-se um grande nível de jogo de voleibol. Quem assistiu viu, e eu acho que Irati vai incomodar muita gente pela frente ainda porque é um time muito valente”, pontuou.

O técnico do Brusque elogiou a atuação das atletas da sua equipe. “A Manu é uma joia do voleibol brasileiro, temos que cuidar muito bem dela, acho que ela tem um futuro brilhante. A Jaque também é uma atacante oposta canhota, mas eu acho que todo mundo que entrou do banco ajudou bastante”, afirmou.

O Irati Vôlei terá um final de semana de descanso e retomará os treinamentos na segunda-feira, quando começa a se preparar para a próxima partida, que será no próximo dia 16, contra o ACE/NC Extreme, em Goiânia, às 19h30min. “É um campeonato de altíssimo nível, não vai ter jogo menor que este que a torcida viu hoje, é daqui para cima. Nós enfrentamos na rodada passada o líder (Mackenzie) com campeã olímpica em quadra, enfrentamos nesta o vice-líder. É um campeonato pesadíssimo e temos nos comportado muito bem, com o apoio do torcedor”, destacou.

Em destaque, a líbero Aninha, do Irati Vôlei. Foto: Reprodução Facebook