Deputado Hussein Bakri fala sobre repasse de recursos para Irati e região

Líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) falou sobre recursos liberados para construção…

25 de dezembro de 2023 às 23h58m

Líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) falou sobre recursos liberados para construção de ponte, capela mortuária, pavimentação, entre outros setores/Texto de Karin Franco, com entrevista realizada por Juarez Oliveira e Rodrigo Zub

Ponte sobre o rio do Meio ligando Jardim Planalto ao DER foi uma realizada com recursos disponibilizados pelo governo estadual com auxílio de Hussein Bakri. Foto: Hussein Bakri/Assessoria

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), Hussein Bakri, comentou em entrevista à rádio Najuá sobre os repasses de verbas do governo estadual para os municípios da região.

Entre os recursos disponibilizados estão os de obras no interior de Irati e também em um posto no bairro do Nhapindazal. “Eu tenho uma obra importante que foi feita em parceria com o vereador Batatinha [Alcides Cezar Pinto] que foi a ponte do rio do Meio [que liga Jardim Planalto ao DER], que ficou fantástica. Uma obra importante. Uma ponte que liga duas localizações importantes. Mas eu tenho já definido R$ 1 milhão que vai entrar na conta da prefeitura agora nesse mês para fazer uma unidade básica de saúde [do bairro Nhapindazal]”, disse.

O deputado ainda comentou sobre demandas recebidas do prefeito Jorge Derbli e que estão sendo atendidas. “Outra questão importante aqui é um pedido antigo, de uma capela mortuária, que já está praticamente pronta na localidade de Gonçalves Junior que eu destinei quase R$ 650 mil e essa capela mortuária está praticamente pronta para inaugurar. Outra informação importante é que estamos destinando mais de R$ 3 milhões para que nós possamos fazer uma pavimentação asfáltica na região na área industrial. Todos sabem que a Yazaki vai dobrar a quantidade de funcionários, vai dar muito emprego e o prefeito Jorge Derbli me fez uma solicitação, um projeto bem feito. Eu estou liberando uma emenda de R$ 3 milhões e 300 mil para esta questão de pavimentação asfáltica da área industrial”, conta.

Ainda sobre Irati, o deputado contou durante a entrevista que projeta repassar para a prefeitura mais R$ 2 milhões para pavimentação asfáltica.

O deputado também destacou outras obras na região. Uma delas é em Rebouças, na estrada do Marmeleiro, onde será liberado mais de R$ 50 milhões para a obra de pavimentação. “O dinheiro é uma sobra dos recursos da estrada de Irati a São Mateus [PR-364]. Na licitação deu desconto e, como Marmeleiro é adjacente a essa estrada, a lei permite que seja usado a sobra para fazer. Nós estadualizamos o Marmeleiro e é possível fazer”, disse.

Em Inácio Martins, foram enviadas verbas para a compra de equipamentos agrícolas, óleo diesel, um aparelho de Raio-X no valor de R$ 600 mil e um ônibus para os idosos no município. Em Rio Azul, o deputado contou que foi autorizado uma licitação no valor de R$ 1 milhão e 200 mil para a pavimentação e canalização da rua José Pissaia.

Quer receber notícias pelo WhatsApp?

Em Teixeira Soares, o Governo Estadual abriu prioridade para a compra de equipamentos e máquinas para o Departamento de Obras no valor de R$ 1 milhão e 300 mil.

Bakri explicou também que os parlamentares não enviam recursos diretamente aos municípios, mas que os deputados indicam onde os recursos do governo estadual podem ser aplicados. “Nós somos os intermediários, aqueles que vão correr atrás, que vão lutar, que vão batalhar e que garantindo o recurso, anuncia. Eu quero deixar bem claro para a população, que é óbvio, é o dinheiro dos seus impostos retornando, mas que deputado faz o seu papel, de correr atrás, é o que eu estou fazendo”, conta.

Em entrevista à Najuá, líder do governo na ALEP, Hussein Bakri, falou sobre recursos repassados para Irati e outros municípios da Amcespar, que tiveram seu auxílio na liberação das verbas do governo estadual. Foto: Paulo Sava/Arquivo

Para o próximo ano, o deputado contou que ainda deve se reunir com os prefeitos da região para verificar as demandas. “Nós estamos fechando o calendário desse ano, avaliando alguns possíveis projetos que tenha ficado para trás, para cumprir tudo que nós prometemos. É um costume nosso, que nós possamos nos reunir no começo do ano. Sentar e discutir o que que nós vamos ter para o ano que vem”, afirma.

Reforma tributária: No início do mês, o governo estadual aprovou o projeto que prevê o aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Entre os produtos que estão listados com aumento estão a energia elétrica, água mineral e bebidas alcoólicas.

O deputado estadual explicou que o projeto também prevê a diminuição da alíquota sobre toda a cadeia do gás natural, de 18% para 12%. O projeto ainda prevê o desconto de 6% para o pagamento do IPVA, que até este ano era de 3%.

Na época da aprovação do projeto, Bakri disse que a iniciativa era uma reação do governo estadual à reforma tributária que estava sendo votada em Brasília. Naquele período cogitava-se que o projeto deveria reduzir a arrecadação em estado e municípios. “Nós temos uma votação da reforma tributária no Congresso Nacional que vai reduzir muito a arrecadação dos estados. O que arrecadar nos próximos quatro anos vai fazer falta nos próximos quatro anos. O nosso governador está preocupado com as próximas gerações e está tomando uma medida agora, a exemplo de outros estados, para precaver as finanças do estado. Basicamente, grande parte dos estados vão fazer essa mudança. Alguns estados, inclusive, vão propor mais. Tem estado que vai para 20%, para 21%. O Paraná vai de 19% para 19,5%. Isso passa a valer a partir de abril de 2024”, explica.

Porém, após a entrevista concedida por Bakri à Najuá no início do mês, o projeto teve alterações na Câmara Federal. Com isso, a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) divulgou nota em que pede que o governo Ratinho Júnior reveja o aumento das alíquotas do ICMS. A entidade argumenta que a alegação do Executivo de que o aumento era necessário em razão de possíveis perdas de arrecadação do Estado na reforma tributária não se sustenta mais.

Antes do projeto ser aprovado na Câmara Federal, Bakri disse que a única alternativa era do governo federal reduzir serviços. “Outra alternativa é parar o serviço, diminuir o serviço. Outra é fazer com que as nossas autoridades federais não façam a reforma tributária. É a única alternativa que tem, porque tudo cai nas costas do Estado. O Estado oferece um serviço de qualidade, faz tudo que é possível. Agora vai ter que cortar serviço, vai ter que cortar a prestação do serviço”, disse.

Eleições: No próximo ano acontecerá a eleição municipal em todo o País. Os partidos já iniciaram as movimentações políticas sobre nomes de pré-candidatos a prefeitos.

Na entrevista, o deputado Hussein Bakri confirmou que o nome do prefeito Jorge Derbli é apontado para assumir a presidência do Partido Social Democrático (PSD) de Irati. “O que, de fato, eu recebi a informação de que o partido deve ficar sobre o comando do prefeito Jorge Derbli, portanto, fica em boas mãos. Nós confiamos muito na capacidade de trabalho do prefeito, na competência. Um prefeito extremamente organizado. Um prefeito que tem feito bons projetos. Eu, pessoalmente, sou fã dele, porque tudo que ele me manda é organizado, tem a contrapartida para dar”, conta.

Como o prefeito Jorge Derbli já está em seu segundo mandato, já há a especulação de quem poderá ser seu sucessor. O deputado disse que esse assunto ainda deve ser decidido e que há nomes ligados ao governo estadual que são apontados para as candidaturas. No entanto, ele revelou que possui uma preferência por Emiliano Gomes, que já foi candidato a prefeito na eleição de 2020. “Eu, pessoalmente, tenho meu candidato. Apesar que não tenho tanto voto em Irati. Todos sabem que quem me representa aí é o Emiliano Gomes. Eu acho que é um menino correto, preparado, seria um ótimo pré-candidato, com respeito que eu tenho pelos demais, inclusive, para discutir, para abrir, mas eu, pessoalmente, eu tenho compromisso com a pré-candidatura do Emiliano”, disse.